Utilização

Tudo o que você precisa saber sobre a utilização do certificado digital.

  • Posso compartilhar meu certificado digital com terceiros?

    Não. O certificado digital é de uso individual. Assista ao vídeo abaixo para esclarecer suas dúvidas.

  • Como desbloqueio meu cartão?

    Se a senha PIN for digitada três vezes incorretamente, o cartão será bloqueado. Caso isto ocorra, o desbloqueio somente poderá ser efetuado por meio da senha PUK através do gerenciador Safesign. Se a senha PUK for digitada três vezes incorretamente, o cartão será inutilizado e o Certificado Digital será perdido. O cartão inutilizado não poderá ser reutilizado em nenhuma hipótese.

    ATENÇÃO: A guarda das senhas PIN e PUK é de responsabilidade do titular do Certificado Digital. Estas senhas são geradas e armazenadas diretamente em seu cartão e a Certisign não tem acesso a elas.

  • Posso utilizar meu certificado no sistema operacional MAC OS X?

    Sim, as versões 10.6 e 10.7 são homologadas para utilização do certificado.

  • Para que serve a senha de revogação que recebi após a emissão do certificado?

    Esta senha serve para revogar o certificado em caso de roubo ou perda da mídia criptográfica que armazena o certificado.

  • Criar cópia de segurança

    Nessa área você encontra os procedimentos para criar uma cópia de segurança do seu certificado A1, basta seguir os passos abaixo, de acordo com o seu navegador:

    • Internet Explorer

    1. Clique no menu “Ferramentas“, localizado na parte superior, e em seguida clique no item “Opções da Internet”

    2. Na janela “Opções da internet” que abriu, clique na guia “Conteúdo

    3. Dentro da guia “Conteúdo“, clique no botão “Certificados

    4. Na nova janela “Certificados“, clique na guia “Pessoal” e localize o seu certificado

    5. Com o seu certificado selecionado, clique no botão “Exportar

    6. O “Assistente para Exportação de Certificados” será aberto, clique em “Avançar

    7. Na etapa seguinte, selecione a opção “Sim, exportar chave privada” e clique em “Avançar

    8. Na nova etapa, selecione o formato “Certificados PKCS” e marque a opção “Incluir todos os certificados no caminho de certificação“. Clique em “Avançar

    9. Na janela “Senha de proteção para chaves particulares“, digite uma senha para a cópia de segurança e depois clique em “Confirmar Senha

    10. Na janela “Nome do arquivo“, clique em “Procurar“, escolha um local no seu computador e um nome para a cópia e clique em “Salvar” e depois em “Avançar

    11. A última etapa mostra as configurações escolhidas, clique em “Concluir

    12. Será exibido um alerta “Um aplicativo está solicitando o acesso a um item protegido“. Clique no botão “OK

    13. Por fim, será exibida uma janela confirmando a exportação. Clique em “OK

    • Mozilla Firefox

    1. Clique no menu princial do “Firefox“, na parte superior. Escolha o item “Opções

    2. Na janela “Opções“, clique na guia “Avançado” e em seguida no botão “Certificados

    3. Na janela “Gerenciador de Certificados“, localize o seu certificado pelas guias “Seus Certificados” ou “Pessoas

    4. Selecione o seu certificado e clique no botão “Exportar

    5. Na próxima etapa, escolha o local no seu computador que ficará a cópia e o nome da cópia. Clique no botão “Salvar

    6. Se você usa a “Senha Mestre” do Firefox, será necessário informá-la nessa etapa

    7. Na próxima etapa, será necessário criar uma “Senha de backup do certificado“. Confirme a senha e clique no botão “OK

    8. Por fim, será exibida uma janela confirmando o backup. Clique em “OK

    • Google Chrome

    1. Clique no botão de ferramentas do Chrome, localizado ao lado da barra de endereço, e escolha o item “Configurações

    2. Na página que abrir, clique em “Mostrar configurações avançadas“, localizada no final da tela

    3. Procure pelo tópico “HTTPS/SSL” e clique no botão “Gerenciar certificados

    4. Na janela “Certificados“, localize o seu certificado na guia “Pessoal

    5. Selecione o seu certificado e clique no botão “Exportar

    6. O “Assistente para Exportação de Certificados” será aberto, clique em “Avançar

    7. Na etapa seguinte, selecione a opção “Sim, exportar chave privada” e clique em “Avançar

    8. Na nova etapa, selecione o formato “Certificados PKCS” e marque a opção “Incluir todos os certificados no caminho de certificação“. Clique em “Avançar

    9. Na janela “Senha de proteção para chaves particulares“, digite uma senha para a cópia de segurança e depois clique em “Confirmar Senha

    10. Na janela “Nome do arquivo”, clique em “Procurar“, escolha um local no seu computador e um nome para a cópia e clique em “Salvar” e depois em “Avançar

    11. A última etapa mostra as configurações escolhidas, clique em “Concluir

    12. Será exibido um alerta “Um aplicativo está solicitando o acesso a um item protegido“. Clique no botão “OK

    13. Por fim, será exibida uma janela confirmando a exportação. Clique em “OK

  • Instalar cópia de segurança

    Nessa área você encontra os procedimentos para instalar uma cópia de segurança do seu certificado A1, basta seguir os passos abaixo, de acordo com o seu navegador:


    • Internet Explorer

    1. Clique no menu “Ferramentas“, localizado na parte superior, e em seguida clique no item “Opções da Internet

    2. Na janela “Opções da internet” que abriu, clique na guia “Conteúdo

    3. Dentro da guia “Conteúdo“, clique no botão “Certificados r />
    4. Na nova janela “Certificados“, clique no botão “Importar
    5. O “Assistente para Importação de Certificados” será aberto, clique em “Avançar

    6. Na janela “Nome do arquivo“, clique em “Procurar“.

    7. Na janela “Abrir“, clique na caixa de opções, logo acima dos botões “Abrir” e “Cancelar” e escolha “Todos os arquivos (*.*)“. Agora navegue pelas pastas do seu computador e localize a cópia do seu certificado.

    8. Com a cópia selecionada, clique em “Abrir” e depois em “Avançar

    9. Na etapa “Senha“, informe a senha cadastrada para a cópia de segurança. Marque também a opção “Marcar a chave particular como exportável” e clique em “Avançar

    10. Na etapa seguinte, marque a opção “Selecionar automaticamente o repositório de certificados conforme o tipo de certificado” e clique em “Avançar

    11. A última etapa mostra as configurações escolhidas, clique em “Concluir

    12. Por fim, será exibida uma janela confirmando a importação. Clique em “OK


    • Mozilla Firefox

    1. Clique no menu princial do “Firefox“, na parte superior. Escolha o item “Opções

    2. Na janela “Opções“, clique na guia “Avançado” e em seguida no botão “Certificados

    3. Na janela “Gerenciador de Certificados“, clique no botão “Importar

    4. Na janela que abrir, clique na caixa de opções, logo acima dos botões “Abrir” e “Cancelar”, e selecione “Todos os arquivos“.

    5. Agora navegue pelas pastas do seu computador, selecione a sua cópia de segurança e clique em “Abrir

    6. Se você usa a “Senha Mestre” do Firefox, será necessário informá-la nessa etapa

    7. Na próxima etapa, será necessário informar a senha da cópia de segurança. Confirme a senha e clique no botão “OK

    8. Por fim, será exibida uma janela confirmando a importação. Clique em “OK


    • Google Chrome

    1. Clique no botão de ferramentas do Chrome, localizado ao lado da barra de endereço, e escolha o item “Configurações

    2. Na página que abrir, clique em “Mostrar configurações avançadas“, localizada no final da tela

    3. Procure pelo tópico “HTTPS/SSL” e clique no botão “Gerenciar certificados

    4. Na janela “Certificados“, clique no botão “Importar

    5. O “Assistente para Importação de Certificados” será aberto, clique em “Avançar

    6. Na janela “Nome do arquivo“, clique em “Procurar“.

    7. Na janela “Abrir“, clique na caixa de opções, logo acima dos botões “Abrir” e “Cancelar” e escolha “Todos os arquivos (*.*)“. Agora navegue pelas pastas do seu computador e localize a cópia do seu certificado.

    8. Com a cópia selecionada, clique em “Abrir” e depois em “Avançar

    9. Na etapa “Senha“, informe a senha cadastrada para a cópia de segurança. Marque também a opção “Marcar a chave particular como exportável” e clique em “Avançar

    10. Na etapa seguinte, marque a opção “Selecionar automaticamente o repositório de certificados conforme o tipo de certificado” e clique em “Avançar

    11. A última etapa mostra as configurações escolhidas, clique em “Concluir

    12. Por fim, será exibida uma janela confirmando a importação. Clique em “OK